Dados de acesso incorretos.

DESTAQUE

Setembro Amarelo: valorizando a informação e a vida

Setembro Amarelo é uma campanha criada pelo Centro de Valorização da Vida. O objetivo do movimento é alertar a população a respeito do suicídio, conscientizando-a sobre a prevenção e a importância de o assunto ser debatido, inclusive nas escolas. A ONU, Organização Mundial das Nações Unidas, aponta que esse é o segundo principal motivo de morte entre jovens de 15 e 29 anos.

Consequentemente, é preciso estar atento às mudanças de comportamento, isolamento e outros fatores, como irritabilidade, agressividade e agitação. Para reverter essa situação, é necessário garantir ajuda e atenção em cada caso, no ambiente escolar e em casa. Afinal, a valorização da vida deve ser trabalhada em todos os âmbitos dentro da realidade do jovem.

 

Como o Setembro Amarelo é abordado nas escolas?

Em primeiro lugar, todas as informações relacionadas a questões como a depressão e outros distúrbios que podem levar ao suicídio devem ser passadas de forma clara e com o máximo de naturalidade possível. O Setembro Amarelo evidencia que falar é a melhor solução. Além disso, é importante que qualquer depoimento seja ouvido com ausência total de julgamentos.

Para isso, estamos abertos ao diálogo, contando com professores qualificados e consultoria pedagógica especializada. Indo além do ensino, buscamos mostrar que ignorar os momentos difíceis não é a resposta ideal. Todo aluno pode e deve ter suporte para enfrentar e superar dificuldades.

Na escola, há, ainda, trabalho constante para que seja estabelecida uma relação de confiança com os estudantes. E, tão importante quanto o contato direto com o aluno, mantemos ligação com pais e familiares responsáveis, sempre baseados em valores bíblicos-cristãos.

Acreditamos no ser humano como manifestação do amor, do cuidado e da criação de Deus. Esse é, então, o princípio que nos acompanha durante o Setembro Amarelo e em todos os outros meses.